Atenção aos medicamentos para baixar o colesterol

neurons

Numa pesquisa efectuada na Universidade do Arizona (EUA), os pesquisadores expuseram as células nervosas da mosca da fruta a cerca de 1000 drogas (medicamentos) de forma cega (significa que os pesquisadores não sabiam que drogas estavam a ser adicionadas às culturas de células nervosas). No fim da experiência, e por quatro vezes, as células desenvolveram uma espécie de grânulos ou miçangas na pontas das ligações.

Na imagem acima pudemos ver à esquerda as células nervosas antes da adição das drogas e à direita depois da adição das drogas. A diferença é perfeitamente visível e identificável. Os grânulos ou miçangas que se desenvolveram dificultam a transmissão, a comunicação entre as células nervosas.

Nas quatro vezes que se desenvolveram estes grânulos a droga a que células foram expostas eram as estatinas (statins), as drogas para baixar o colesterol.

Não é pois nenhuma surpresa existirem casos de perda de memória, demência e fraqueza associados às drogas para baixarem o colesterol, inclusive a perda do libido.

http://uanews.org/story/research-reveals-possible-reason-for-cholesterol-drug-side-effects