Mais um livro a não perder: “Grain Brain – The Surprising Truth About Wheat, Carbs, and Sugar – Your Brain’s Silent Killers”

No próximo mês de setembro o neurologista David Perlmutter vai publicar mais um livro supreendente, ou não, pois não é o primeiro médico a estabelecer uma relação entre cereais, açúcar e doenças do sistema nervoso, entre outras.

Grain Brain - Dr David Perlmutter

O reconhecido nerologista David Perlmutter solta neste livro a tampa de um tema que estava há muito enterrrado: os hidratos de carbono estão destruindo o seu cérebro!. E não apenas os hidratos não saudáveis, mesmo os tidos como saudáveis, como os cereais integrais podem causar demência, ansiedade, dores de cabeça crónicas, depressão, défict de atenção e hiperactividade, e outras. O Dr. Perlmutter explica o que acontece quando o seu cérebro encontra o seu pão diário, ou a sua taça de fruta, porque o seu cérebro floresce e prospera com gordura e colesterol, não com hidratos, e ainda como você pode estimular o crescimento de novas células cerebrais em qualquer idade. Ele oferece uma visão aprofundada da maneira como podemos controlar os nossos “genes inteligentes” através de escolhas alimentares específicas e hábitos de vida, demonstrando como sanar as nossas doenças sem tomar as temidas drogas (medicamentos).

Fonte: http://grainbrainbook.com/

 

Meu pequeno almoço (mata bicho ou café da manhã)

IMG_0404

 

Hoje, dia 2013-06-25 foi:

– Meio abacate

– Um chá de camomila

– 4 gemas de ovos do campo (só as gemas), fritas numa colher de sopa de óleo de coco.

– Uns pedaços (8) de barriga de porco fumada, frita em azeite.

– Um café expresso

 

Atenção aos medicamentos para baixar o colesterol

neurons

Numa pesquisa efectuada na Universidade do Arizona (EUA), os pesquisadores expuseram as células nervosas da mosca da fruta a cerca de 1000 drogas (medicamentos) de forma cega (significa que os pesquisadores não sabiam que drogas estavam a ser adicionadas às culturas de células nervosas). No fim da experiência, e por quatro vezes, as células desenvolveram uma espécie de grânulos ou miçangas na pontas das ligações.

Na imagem acima pudemos ver à esquerda as células nervosas antes da adição das drogas e à direita depois da adição das drogas. A diferença é perfeitamente visível e identificável. Os grânulos ou miçangas que se desenvolveram dificultam a transmissão, a comunicação entre as células nervosas.

Nas quatro vezes que se desenvolveram estes grânulos a droga a que células foram expostas eram as estatinas (statins), as drogas para baixar o colesterol.

Não é pois nenhuma surpresa existirem casos de perda de memória, demência e fraqueza associados às drogas para baixarem o colesterol, inclusive a perda do libido.

http://uanews.org/story/research-reveals-possible-reason-for-cholesterol-drug-side-effects